Demonstração

Mário faz o controle do setor de alimentos de sua empresa e precisa ficar atento ao termômetro para identificar qualquer mudança de temperatura. Certo dia, ele chegou na fábrica e se deparou com um freezer inteiro descongelado. “Ixi, é problema e prejuízo na certa”, pensou. E assim aconteceu: ele olhou ao seu redor e outros equipamentos estavam com produtos quase descongelados. Todos eles precisaram ser descartados, o que resultou em uma perda enorme para o negócio.

Assustado com a situação, Mário pesquisou se existia alguma maneira mais eficiente para fazer o monitoramento de temperatura. Foi aí que descobriu ferramentas modernas para essa função. Quer conhecer como ele solucionou o caso? É só continuar a leitura!

Por que fazer o monitoramento de temperatura em tempo real?

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) exige o registro de temperatura de todos os alimentos produzidos e armazenados. Esse cuidado é essencial para manter a segurança dos alimentos, ou seja, ajuda a evitar contaminação e doenças.

Além de ser uma exigência, o monitoramento de temperatura auxilia a manter um padrão de qualidade dos produtos da fábrica. O que muitas pessoas não sabem (como o Mário), é que já existem maneiras mais eficientes de acompanhar essas oscilações na temperatura com o uso da tecnologia.

Logo, não é necessário criar planilhas e anotar à caneta a temperatura indicada no termômetro. Muitas empresas, como a do Mário, fazem isso manualmente e perdem muito em eficiência e qualidade. A boa notícia é que já existem tecnologias que proporcionam segurança e confiabilidade aos dados coletados.

Como evitar a perda de mercadorias?

A maneira mais prática e eficiente de fazer o monitoramento de temperatura é por meio do uso de uma solução que conecta a informação do sensor de temperatura a um smartphone. Assim, é encaminhado um alerta por Aplicativo ou WhatsApp para qualquer mudança brusca na temperatura.

Esse tipo de tecnologia ajuda a evitar perdas e auxilia a manter a qualidade dos produtos até a entrega ao cliente. Além disso, muitas vezes é possível integrar essas informações ao Power BI para ter acesso aos dados e sensores de todos os equipamentos.

Esse modelo de solução ainda facilita a geração de relatórios e gráficos das temperaturas registradas semanalmente, por exemplo. Vai dizer que o monitoramento da temperatura não fica muito mais simples e efetivo dessa forma?

Qual é a importância de fazer esse monitoramento de temperatura?

Como já explicamos anteriormente, a Anvisa exige esse acompanhamento para produtos alimentícios. Quem vende medicamentos também precisa prestar atenção às alterações na temperatura, pois disso depende a eficácia do tratamento do paciente.

Logo, o monitoramento tem como principal fator a manutenção da qualidade dos produtos vendidos. Ele também ajuda a evitar perdas de mercadorias e contribui para manter a credibilidade do negócio no mercado. Afinal, você não quer ver o carro-chefe da sua empresa sendo recolhido das prateleiras dos supermercados devido a casos de intoxicação, certo?Voltando à história do Mário, ele percebeu que precisava melhorar os seus processos e investiu em uma tecnologia para auxiliá-lo no monitoramento de temperatura e qualidade dos produtos. Que tal fazer como ele? Conheça as funcionalidades do sistema PackID!


Caroline Dallacorte

Engenheira de Alimentos
Mestre e Doutoranda em Tecnologia e Gestão da Inovação
Consultora na área de qualidade, inovação e produtividade.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *