Demonstração

Em 1973 a Toyota já se preocupava com o seu sistema de produção. Em meio a um país em crise ela conseguia se destacar da concorrência com ganhos cada vez mais expressivos. O grande segredo estava na metodologia do sistema Toyota de produção que buscava a redução de desperdícios. 

Ainda hoje muitas indústrias enfrentam o desafio de manter a capacidade produtiva, atender todos os pedidos e evitar gastos desnecessários. Como perceber se é necessário modificar os processos para ter uma operação otimizada e com menos custos? Existem algumas boas práticas que podem ser aplicadas na indústria para buscar a redução de desperdícios. Veja!

Sinais de que há falhas no processo

Faz parte do trabalho do profissional de logística buscar a eficiência dos processos. Isso significa que a indústria está funcionando em sua capacidade máxima e com diminuição de custos, sem que haja perda de produtos ou matéria-prima. Como saber se a empresa está no caminho certo? A seguir, apresentamos os principais indicadores de que é hora de prestar atenção ao desperdício.

Pouco lucro e muita produção

Como uma empresa pode estar produzindo dia e noite e não ver a sua lucratividade aumentar? Esse é um indicativo da existência de gargalos no processo, gerando muito desperdício de recursos e potencial da equipe.

Por exemplo: se você mantém muitos produtos em estoque e não os utiliza, em algum momento a empresa terá falta de dinheiro em caixa e acúmulo de mercadorias. Caso elas tenham prazo de vencimento, o risco de perdas é expressivo. O contrário também pode ser complicado: ausência de estoque, muitos pedidos e falta de capacidade produtiva.

O ideal, então, é manter o equilíbrio e coordenar todas as etapas da indústria: pedidos, gestão de estoque, produção e vendas. Dessa maneira, a empresa mantém dinheiro em caixa para gerenciar as atividades e ainda consegue atender bem os clientes.

Outro agravante é o erro no cálculo da margem de lucro das mercadorias ou o desperdício de produtos durante a cadeia produtiva. O gestor de logística precisa, então, acompanhar a performance da equipe, monitorar os dados e encontrar onde estão os principais pontos de perdas.

Como buscar a redução de desperdícios na indústria

Você só vai conseguir diminuir as perdas quando identificar os gargalos do processo produtivo, implementar ferramentas de monitoramento e promover mudanças internas. Veja 3 dicas para ter redução de desperdícios:

1. Gestão do estoque

Quantos produtos a sua indústria têm em estoque? Esse é dado muito importante para os profissionais de logística, pois dele depende o andamento das atividades. Acumular muitos itens pode se tornar um problema para o negócio, pois isso significa que há dinheiro parado, gasto de energia para confeccionar os produtos e mercadorias que podem ficar defasadas.

A melhor maneira de equilibrar essa situação é com o uso de ferramentas de gestão logística para integrar e facilitar a comunicação entre diferentes setores da indústria. Quando o cliente faz um pedido, por exemplo, a informação já pode ser repassada à equipe produtiva, ao setor de finanças e de transporte. Assim, a fábrica consegue coordenar a sua capacidade produtiva e reduzir a quantidade de estoque.

2. Tecnologias inovadoras

A eficiência do processo produtivo e redução de desperdícios também só é possível com o monitoramento dos dados. Já existem diferentes tecnologias para a coleta de informações que podem ser usadas em relatórios para monitorar cada etapa do trabalho.

Há também robôs para fazer a distribuição dos produtos nos pallets e evitar o desperdício com a quebra de mercadorias. Esse modelo, utilizado pela Amazon, já é um exemplo para muitas organizações.

Se você lida com produtos que dependem de uma temperatura adequada de armazenamento para sua comercialização, por exemplo, tem uma preocupação ainda maior: saber 24 horas por dia se os equipamentos, refrigeradores ou ambientes estão na temperatura certa. E fica impossível controlar diferentes equipamentos manualmente, não é mesmo?

Mais uma vez a tecnologia torna-se uma aliada para acompanhar todas as etapas da cadeia produtiva. Algumas soluções fazem o monitoramento em tempo integral e emitem alertas para o gestor de logística informando se há algum problema de temperatura.

3. Manutenção de máquinas

As máquinas de uma fábrica precisam de um cuidado semelhante (ou até maior) do que um carro. Elas funcionam muitas horas seguidas e demandam um serviço de manutenção preventiva. Os pequenos sinais de problemas nos equipamentos já indicam que está na hora de fazer uma revisão e efetuar ajustes nas máquinas, como forma de reduzir as paradas na cadeia produtiva e perdas de produtos. Portanto, com o acompanhamento de todos os processos e uso de tecnologias inovadoras é possível buscar a redução de desperdício nas indústrias. Em médio e longo prazo isso se transforma em economia e lucratividade para o negócio. Que tal aproveitar para aprender um pouco mais? Entenda como será a indústria 4.0 e quais tecnologias farão parte dessa nova era!


Caroline Dallacorte

Engenheira de Alimentos
Mestre em Tecnologia e Gestão da Inovação
Consultora na área de qualidade e produtividade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *