Demonstração

A energia elétrica é uma das maiores despesas de um supermercado. Afinal, há muitos produtos que precisam ficar armazenados em geladeiras e estoques. O Grupo Pão de Açúcar, por exemplo, chegou a registrar um aumento de 16,8% nas despesas em 2015, principalmente devido aos constantes aumentos na fatura de luz. Será que é possível reduzir os custos e ter mais eficiência energética?

A resposta é sim, desde que o supermercado adote algumas práticas para aproveitar a luz natural, controlar as temperaturas dos alimentos e monitorar os custos. Que tal conferir as dicas a seguir?

Estratégias para ter eficiência energética e reduzir os custos do supermercado

A rede Coop implementou diferentes ações em seus supermercados para ter diminuição do consumo e mais eficiência energética. As mudanças proporcionaram uma economia de R$ 3 milhões em um ano. Veja algumas medidas que podem ajudá-lo a ter resultados significativos no seu negócio:

1. Uso de energia renovável

Um grande problema de muitos supermercados é a dependência em relação aos reajustes anuais na cobrança da energia elétrica. Isso quando não há ainda o aumento em função da bandeira vermelha na fatura.

Sendo assim, uma alternativa para fugir desses reajustes e reduzir os impactos da energia elétrica nos gastos mensais é o uso de uma fonte de energia renovável. O painel solar, por exemplo, pode ser um grande aliado de quem deseja economizar em médio e longo prazo.

Para quem não deseja fazer esse tipo de investimento a opção pode ser a compra de energia no mercado livre (prática utilizada pela Coop).

2. Reforma do ambiente

Outra medida que proporciona mais eficiência energética para o supermercado é a reforma do ambiente, da fiação elétrica e dos equipamentos utilizados. Alguns modelos de aparelhos de ar-condicionado são capazes de captar a temperatura externa e realizar uma troca de calor com o espaço interno. Isso minimiza o acionamento dos motores e, consequentemente, o gasto de energia.

A troca de fiação antiga por uma mais nova e resistente também pode contribuir com a economia de luz. A separação de circuitos elétricos também é uma solução para quem deseja minimizar os gastos na fatura, uma vez que evitam sobrecargas da rede. Uma medida simples e eficaz (e que muitas pessoas não se lembram) é a troca das lâmpadas. Faça a substituição dos modelos antigos pela iluminação em LED, pois isso reduz o gasto energético. 

Além disso, refrigeradores mais novos costumam apresentar mais eficiência energética do que os antigos. Portanto, muitas vezes o investimento se transforma em retorno ao longo do tempo.

3. Monitoramento de temperatura

Muitos gestores não se dão conta, mas a falta de controle da temperatura utilizada nos equipamentos de refrigeração também gera perda de eficiência energética. Consequentemente, o supermercado gasta mais dinheiro do que precisaria.

Como mudar isso? Já existem tecnologias que fazem o monitoramento da temperatura em tempo real. Elas são conectadas aos sistemas do supermercado e a um smartphone. Assim, emitem alertas quando há violações na temperatura ou falhas na conexão do equipamento com o refrigerador.

Dessa forma, você tem mais controle sobre o que acontece nos sistemas de refrigeração, mais tranquilidade sobre a segurança dos alimentos e eficiência energética no supermercado.

Agora você já sabe como ter mais eficiência energética no supermercado. Aproveite para colocar essas ações em prática e observe a mudança na sua fatura de luz.Gostou das nossas dicas? Fique com a gente mais um pouco e conheça os motivos para dar atenção à temperatura e umidade em um supermercado!


Caroline Dallacorte

Engenheira de Alimentos
Mestre em Tecnologia e Gestão da Inovação
Consultora na área de qualidade e produtividade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *